Home > História

História

COGIC Internacional


A IGREJA DE DEUS EM CRISTO
é uma Igreja do Senhor Jesus Cristo na qual a palavra de Deus é pregada, ordenanças são administradas e a doutrina da santificação ou santidade é enfatizada, como sendo essencial para a salvação da humanidade.

Nossa igreja é comumente conhecida como de Santidade ou Pentecostal em natureza por causa da importância dada aos eventos ocorridos no Dia do Pentecostes, o 50º dia depois da Páscoa, como sendo necessários para todos os crentes em Cristo Jesus.

Nossa igreja também é considerada parte do grande corpo Protestante apesar de não ter se envolvido diretamente com a Reforma Européia ou Inglesa, teve sua origem com a Associação Geral da Igreja Batista.

 O Jovem C.H. Mason

O obreiro Charles Harrison Mason, que mais tarde tornou-se o fundador e organizador da Igreja de Deus em Cristo, nasceu em 8 de Setembro de 1866, na Fazenda Prior, perto de Memphis, Tennesse. Seu pai e mãe, Jarry e Eliza Mason – ex-escravos – eram membros da Igreja Batista Missionária, tendo se convertido durante a negra crise da escravidão americana.

O jovem Mason se converteu em novembro de 1878, e foi batizado por seu irmão, I.S. Nelson, pregador batista, que estava pastoreando a Igreja Batista Missionária Monte das Oliveiras, próxima a Plumerville, Arkansas. Em 1893, ele começou seu ministério cristão com a aceitação da licença ministerial pela Igreja Batista Missionária Mt. Gale, em Preston, Arkansas.

Ele então experimentou a santificação através da Palavra de Deus e pregou seu primeiro sermão sobre a “santidade” a partir de II Timóteo 2:1-3: “Tu pois fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus…, sofre pois como bom soldado de Jesus Cristo.”

 Em 1 de Novembro de 1893, o Elder Mason matriculou-se no Colégio Batista de Arkansas, mas saiu depois de três meses por causa de sua insatisfação com os métodos de ensino e apresentação da mensagem bíblica. Ele então retornou às ruas e a todo púlpito que estivesse aberto a ele para declarar Cristo pela Palavra, exemplo e preceito.

Em 1895, o Elder Mason encontrou-se com Elder C.P. Jones de Jackson, Mississipi, Elder J.E. Jeter, de Little Rock, Arkansas; e com o Elder W.S. Pleasant de Hazelhurst, Mississipi, que subseqüentemente tornaram-se os companheiros mais chegados do Elder Mason no ministério. Juntos, esses militantes pregadores do evangelho conduziram um reavivamento em 1896, em Jackson, Mississipi, que teve efeitos de longo alcance na cidade.

A manifestação do reavivamento, que incluíram um grande número de novos convertidos, santificados, e curados pelo poder da fé e dos ensinos dogmáticos do Elder Mason na doutrina da santificação causaram o fechamento das portas da associação Batista para ele e para todos aqueles que criam e apoiavam seus ensinamentos.

Assim, em 1897, quando esses pioneiros e persistentes pregadores retornaram a Jackson, no Mississipi, o Elder Mason foi forçado a pregar sua primeira mensagem da entrada sul do palácio da justiça. Um tal Sr. John Lee, que desejava ver o ministério do Elder Mason ir adiante, emprestou a sala de estar de sua casa na noite seguinte. Por causa do grande número de pessoas, o Sr. Watson, o proprietário de um armazém abandonado em Lexington, Mississippi, deu consentimento para transferir a reunião de reavivamento para uma de suas casas.

Esta casa subseqüentemente tornou-se a casa de cultos da Igreja de Deus em Cristo. A campanha de libertação e milagres teve tal sucesso que “provocou” o Diabo, fazendo com que alguém disparasse cinco tiros de pistolas e dois tiros de espingarda no meio dos santos enquanto louvavam e oravam. Algumas pessoas foram atingidas, mas miraculosamente, nenhum tiro foi fatal.

Ao fim da reunião, foi necessário organizar as pessoas com o propósito de estabelecer uma igreja com um apelo mais forte e mais encorajamento para os crentes, uma igreja que enfatizaria a doutrina da santificação através do derramar do Espírito Santo.

Uma reunião foi marcada pelo Elder Mason, Elder Jones e Elder Pleasant e sessenta ficaram como membros da mesa diretora. O terreno foi brevemente comprado na Rua Gazoo, da Sra. John Ashcraft, na área empresarial, no qual foi construído um pequeno edifício de 60×40. Esses membros principais formaram um corpo pentecostal chamado “A igreja de Deus”.

Subseqüentemente, em 1897, enquanto buscava um nome espiritual que distinguiria a igreja dos outras de nome similar, o nome “Igreja de Deus em Cristo” foi revelado ao Elder Mason enquanto andava por uma certa rua em Little Rock, Arkansas. A seguinte passagem bíblica apoiou sua revelação: I Tessalonicenses 2:14 “Pois vós irmãos tem sido feitos imitadores das igrejas de Deus em Cristo que estão na Judéia: pois tendes sofrido dos seus concidadãos assim como os judeus”.Todos os irmãos unanimemente concordaram com o nome “Igreja de Deus em Cristo”.

Mais tarde, a igreja foi reorganizada e o Elder C.P. Jones foi escolhido como supervisor geral. O Elder Mason foi indicado como supervisor do Tennesse, e o Elder J.A. Jeter o supervisor do Arkansas. O ponto decisivo na vida do Elder Mason aconteceu em Março de 1907, quando viajou para Los Angeles, Califórnia, para comparecer ao grande reavivamento pentecostal com o Elder D.J. Young e Elder J.A Jeter.

O Elder W.J. Seymour estava pregando a respeito de Lucas 24:49, “E eis que envio a promessa de meu Pai sobre vós; mas ficai na cidade de Jerusalém até que do alto sejais revestidos de poder”. Elder Mason convenceu-se que era essencial para ele ter o derramar do Espírito Santo.


COGIC Brasil

Tudo começou no coração de Deus e de um homem chamado Pastor Rubens dos Santos. Tendo sido ordenado aos 22 anos na igreja Batista, serviu esta igreja por aproximadamente mais 22 anos. Após todos esses anos de pastorado, Deus reservava ao seu servo uma nova experiência: o seu batismo no Espírito Santo, dando assim início a um novo tempo, o que o levou a pedir a Deus que o guiasse em um novo ministério, cheio da graça e da unção do Espírito Santo. A partir desse momento, Deus começou a mudar aquela situação.

Por volta de 1984, o Pr. Rubens, então capelão evangélico da Casa de Detenção, fundou uma organização chamada SEMEIA (Sociedade Evangélica Missionária Educacional Inter-Americana), filiada a duas outras organizações americanas, que atuava na evangelização de presidiários, tanto no Brasil como nos Estados Unidos. Exerceu a capelania por 17 anos.

Na mesma época fundou uma organização visando o progresso e a integração dos negros no Brasil, chamada Pr. Martin Luther King Jr., fruto da admiração que tinha pelo trabalho desse grande líder.

O Pr. Rubens dos Santos amava muito a nação americana (era americano de coração!) e viajava para lá uma vez por ano. Foram tantas as dificuldades: conseguir pagar a passagem, dormir em banco de igreja, passar o Natal sozinho, entre muitas outras. Mas não havia desânimo em seu coração.

Pr. Rubens gostava muito de ler sobre a história dos negros americanos. Um dia caiu em suas mãos um livro sobre a IGREJA DE DEUS EM CRISTO, o que lhe despertou interesse pela história da igreja. Um dia ele me disse: “Jecé, aqui está a igreja que eu estava pedindo a Deus”.

Certa vez, numa de suas viagens, seu voo ficou retido no aeroporto por, aproximadamente, uma hora. Ele então pegou o telefone, ligou para o pastor que havia dado o livro a ele e pediu para que o ajudasse a conhecer aquela igreja. O pastor disse que nada poderia fazer, mas que tinha o telefone de outro pastor que, com certeza, o ajudaria. Foi o que ele fez. Ligou e disse que queria conhecer a igreja e começar um trabalho no Brasil. Esse pastor a que me refiro não é outro senão o nosso Bispo Samuel Moore.

A partir desse momento uma grande amizade uniu esses homens de Deus que, juntos, compartilharam muitas alegrias, fizeram planos, comeram juntos e, graças à hospitalidade do novo amigo, Pr. Rubens tinha um lugar para repousar nas viagens aos Estados Unidos. E o Bispo Moore também era acolhido pela família Santos quando vinha ao Brasil.

Como fruto de tudo isso, em 1986 o Pr. Rubens dos Santos fundou a IGREJA DE DEUS EM CRISTO no Brasil, que começou os trabalhos na casa do Pr. Aldo Bezerra (hoje Superintendente do 1º Distrito) e da Miss. Graça Silva.

Assim que iniciou a igreja, sentiu o desejo de também abrir uma igreja no Rio de Janeiro. E lá fomos nós: em 1992, ele alugou um ônibus, chamou alguns irmãos e partiu para o Rio de Janeiro. Lá o trabalho começou dirigido pelo Pr. João Bispo de Lima e, posteriormente, pelo Pr. Robson Paiva, hoje Superintendente do 2º Distrito.

Algum tempo depois, Pr. Rubens me disse: “Agora vamos abrir uma igreja em Salvador”. Pegamos um avião e lá fomos nós. Infelizmente, ele não teve tempo de ver também esse sonho realizado. Deus o recolheu. “Paulo plantou, Apolo regou, mas Deus dá o crescimento.”

Hoje o que vemos é o trabalho prosperar e crescer em vários estados. Vemos com nossos olhos o que Deus está fazendo e o que vai continuar a fazer.

Eu não poderia terminar esta retrospectiva sem agradecer a Deus pela vida de alguns pastores, jovens que na época se dispuseram a servir a Deus e ajudando o Pr. Rubens no início da igreja: Pr. Gerson Venâncio da Silva e sua esposa Ivete Corti, Pr. Sergio Melo e sua esposa Mara Rubia e, em especial, ao homem que – após a morte do fundador da Igreja de Deus em Cristo no Brasil, Pastor Rubens dos Santos – assumiu o ministério ainda jovem, deixando-se guiar pelo Espírito Santo, dando continuidade à visão doutrinária da denominação, concretizando assim o projeto de Deus para a igreja no Brasil: Pastor Aldo Bezerra da Silva, juntamente com sua esposa, Miss. Maria das Graças Silva, e seus quatro filhos.

Ebenézer! Até aqui nos ajudou o Senhor!

Jecé Dornelas dos Santos